7.1.15

O amor


O amor é finalmente
um embaraço de pernas,
uma união de barrigas,
um breve tremor de artérias.

Uma confusão de bocas,
uma batalha de veias,
um reboliço de ancas,
quem diz outra coisa é besta.

- Gregório Matos.

Um comentário:

~ Moderação de comentários ativada ~